Please enable JavaScript
Serviços de Email Marketing pela Benchmark

Consertando o violão com Poxipol

09/06/2019

Existem diversos estragos que podem ocorrer com o violão e que danificam o som do instrumento. Muitas vezes esses defeitos podem parecer fáceis de ajustar, mas quando a pessoa não sabe como consertar violão quebrado, ela pode causar mais danos ainda. Quando você é apegado ao seu instrumento e não há como adquirir um novo imediatamente, a saída pode ser um conserto rápido com cola!

Siga a leitura e saiba mais sobre como consertar violão quebrado com Poxipol®!

Passo a passo de como consertar violão
E se nós contarmos para você que existe uma cola para colar violão, você acreditaria? Atualmente, opções como POXIPOL® possibilitam a recuperação de diferentes instrumentos musicais danificados. Por ser durável, resistente e fixar diversos materiais, POXIPOL® é a cola indicada para você que deseja saber como consertar violão quebrado.

A cola epóxi POXIPOL® é um adesivo de dois componentes. Para colar um violão, primeiramente devem ser misturadas partes iguais de ambos os componentes, até que uma cor uniforme seja obtida.

Após, a mistura deve ser aplicada sobre ambas as superfícies do violão que serão coladas uma na outra. Por fim, as partes devem se manter unidas e imóveis durante 10 minutos. É recomendado que superfícies de madeira muito lisas sejam lixadas antes da aplicação de POXIPOL® para obter maior aderência e receber melhor a cola.

Antes de endurecer a superfície, a solda plástica pode ser alisada com uma espátula ou faca previamente molhadas em água. Depois de endurecida, a cola extra pode ser lixada e serrada com ferramentas comuns. Entretanto é preciso estar atento durante o processo, pois caso as peças seja coladas fora do lugar, a correção pode ser mais difícil de ser realizada.

Ainda, se você busca melhor estética para o seu conserto, também pode utilizar a cola epóxi transparente para reparo do violão.

Cuidados necessários com o violão
Todo o violão possui sensibilidade, pois é feito de partes de maneira fina. Sendo assim, qualquer impacto, como cair no chão ou bater em um móvel, pode acabar danificando a estrutura do instrumento.

Se o problema do violão não for braço ou tampa descolada, não tente consertar o problema sozinho, pois você pode deixar o violão com algum defeito que prejudique a afinação, som e performance.

Entretanto, há cuidados básicos que podem evitar que o instrumento apresente avaria em casos de acidente. É sempre indicado carregá-lo em uma capa forte que o proteja em caso de impacto. Além disso, é essencial guardar o instrumento em local seco e arejado, pois por ser de madeira, a umidade também pode afetar o desempenho do instrumento, assim como deixar guardado na capa quando não estiver usando.

Se o seu violão está quebrado, empenado, trastejando ou com qualquer outro defeito, o que você deve fazer é encontrar um bom luthier com experiência na área para que ele possa consertar seu violão.

Esses cuidados ajudarão você a alongar a via útil do seu violão!